Eduardo Botelho disse que ainda não tem um candidato definido para apoiar

O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), deputado estadual Eduardo Botelho (DEM), ironizou um candidato ao Senado da República – além das eleições municipais e de vereadores, Mato Grosso também irá escolher um senador em 2020.

Sem citar nomes, Botelho disse que existe um candidato “papagaio de pirata” do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). A declaração foi dada na manhã desta quinta-feira (8) durante o lançamento das obras do Instituto Lions de Visão, em Cuiabá.

“Tem gente que tá querendo virar até papagaio de pirata de Bolsonaro. Ele não tem nem o Bolsonaro, põe a foto do Bolsonaro atrás, faz selfie. Tá tendo de tudo aí”, ironizou.

O provável “alvo” da provocação do presidente da ALMT é o deputado federal e candidato ao Senado, José Medeiros (Podemos-MT). Ele foi preterido pelo presidente Jair Bolsonaro – apesar de desde antes da eleição do presidente, em 2018, Medeiros apresentar em suas redes sociais uma suposta “proximidade” com Bolsonaro, por meio de vídeos e selfies.

Em Mato Grosso, Bolsonaro apoia ao Senado a coronel da Polícia Militar, Rubia Fernanda Diniz Robson Santos de Siqueira (Patriota).

BARÕES DO AGRO

Eduardo Botelho também criticou outros candidatos ao Senado – novamente, sem citar nomes. Para o presidente da ALMT, que declarou que “ainda” não apoia ninguém, os candidatos ao Senado por Mato Grosso representam os “Barões do Agronegócio”, ou os latifundiários que cultivam commodities (soja, milho, algodão, carne etc).

“Eu não estou apoiando ninguém. Estou aguardando para ver quem tem uma proposta específica para Baixada Cuiabana, para a agricultura familiar, para os pequenos. Porque proposta para defender os barões aí todos tem e eles estão hoje aí, a maioria é só para defender os barões”.

Botelho já se referiu a um dos candidatos ao Senado dessa maneira – o senador interino Carlos Fávaro (PSD-MT).

Fonte: FolhaMax

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui