Atividades presenciais estão suspensas desde março, tão logo surgiram primeiros casos da Covid

O governador Mauro Mendes (DEM) sinalizou não ter qualquer previsão para o retorno das aulas nas escolas da rede pública estadual. As atividades presenciais estão suspensas desde março, em razão da pandemia da Covid-19.

Em entrevista nesta semana, o governador disse que enquanto a contaminação estiver em alta – a exemplo do que ocorre em Mato Grosso – é difícil fazer qualquer perspectiva de “vida normal”.

“Quem fala isso está sendo incoerente ou desconhece a gravidade da situação. Temos que trabalhar para diminuir o crescimento do contágio e diminuir a curva de crescimento das pessoas infectadas”, afirmou.

“Se isso acontecer, muda o cenário e cria uma perspectiva melhor não só para Educação, mas para todos os setores da nossa atividade econômica”, emendou.

Por ora, ele afirmou que o Governo tenta ampliar mecanismos para minimizar a perda educacional dos alunos que estão fora das salas de aulas.

“Estamos fazendo aulas via TV Assembleia, material didático sendo distribuído, usando meios tecnológicos para que parte dessa carga horária tenha continuidade e a gente evite que os alunos percam o ano letivo”, disse.

“Estamos trabalhando com essa possibilidade de evitar que haja uma perda maior do que aquela que nós já tivemos”, concluiu.

Números da pandemia

Se de um lado há uma expectativa quanto ao possível retorno das aulas, de outro, os números da pandemia no Estado passam a evoluir em maior velocidade.

A Secretaria de Estado de Saúde notificou, até a tarde da última sexta-feira (26), 13.406 casos confirmados da Covid-19.

Dentre os municípios com maior número de casos estão Cuiabá, Rondonópolis e Várzea Grande.

O Estado chegou à marca de 504 óbitos em decorrência do coronavírus.

Fonte: Mídia News

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui