Todd Chapman disse ao Globo que o filho do presidente Jair Bolsonaro estava exercendo a sua liberdade de expressão

O embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Todd Chapman, defendeu o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) após crítica do congressista norte-americano Eliot Engel, presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos EUA. Ao jornal O Globo, o embaixador afirmou que o parlamentar brasileiro estava exercendo a sua liberdade de expressão.

“Eu sou um grande defensor da liberdade de expressão. E todos têm a habilidade de falar a quem eles estão pró e contra como quiserem, e não vou dizer para alguém que não deve falar bem ou mal do meu presidente”, disse Chapman ao ser questionado pelo jornal sobre se o apoio do parlamentar é prejudicial às relações Brasil-EUA.

 

Na última segunda-feira (27), Engel compartilhou uma publicação feita por Eduardo Bolsonaro em apoio ao presidente Donald Trump, que tenta a reeleição neste ano. O  presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos EUA então escreveu: “Nós já vimos essa tática antes. Ela é vergonhosa e inaceitável. A família Bolsonaro precisa ficar fora das eleições dos Estados Unidos”.

Em resposta, Eduardo Bolsonaro publicou nesta terça-feira (28) em seu Twitter: “O problema é eu opinar sobre as eleições nos EUA? Ou é apoiar Donald Trump?”.
O parlamentar ainda pontuou que a “liberdade de expressão está em perigo em todo mundo”. “Cada vez mais filhotes de ditadores botam as asinhas de fora. A sorte do colega dos EUA Eliot Engel  é que não sou de esquerda, se não esse post seria reduzido ao insulto de xenofóbico. Pauto-me pela razão, não pelo politicamente correto”, escreveu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui