Medida vale até a próxima quarta-feira (1º) e proíbe circulação de pessoas entre 22h30 e 5h da manhã

O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) prorrogou por mais dois dias o toque de recolher estabelecido para Cuiabá, em decretado publicado nesta segunda-feira (29).

A medida havia sido implantada no dia 13 de junho e expirou no último domingo (28).

Com o novo decreto, o toque de recolher segue até esta próxima quarta (1º), quando deve sair um novo documento com determinações mais específicas sobre a quarentena coletiva obrigatória.

Com isso, continua proibida a circulação de pessoas pelas ruas da Capital entre o período das 22h30 e 5h da manhã.

A medida imposta visa conter o avanço da Covid-19 na Capital, que já contabiliza 159 mortes pela doença, além de 3.570 casos registrados.

Leia o decreto na íntegra AQUI.

Determinação judicial

Por meio de uma decisão judicial, o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro e a prefeita de Várzea Grande, Lucimar Campos implantaram uma “quarentena coletiva obrigatória” por 15 dias nas respectivas cidades.

Com isso, pelos próximos dias só podem ser mantidos em funcionamento nas duas cidades os serviços considerados essenciais.

Em sua decisão, o desembargador Rui Ramos argumentou que é preciso ter em mente que o combate à Covid-19 é imprescindível e precisa de uma coordenação técnica, “sob pena de não se resguardar o acolhimento daqueles que estão em situações mais vulneráveis ou de risco iminente à sua saúde”.

Ele apontou, também, que os decretos relativos à pandemia, que foram apresentados ao longo das últimas semanas na Capital, podem passar a falsa impressão de que o cenário está sob controle.

O decreto a sair na próxima quarta-feira deve ser mais específico quanto a circulação de pessoas na cidade.

Fonte: Mídia News

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui