O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), que busca a reeleição, aumentou o seu patrimônio em mais de 100% nos últimos 4 anos. A informação consta no seu pedido de registro de candidatura na Justiça Eleitoral. Pinheiro declarou ter bens avaliados em R$ 2,974 milhões. Em 2016, ele possuía apenas R$ 1,357 milhão.

Entre os bens declarados, estão um apartamento no bairro Duque de Caxias no valor de R$ 1,6 milhão, uma casa no bairro Jardim das Américas avaliada em R$ 730 mil, duas salas comerciais que somadas chegam a R$ 381 mil, além de vários depósitos e saldos bancários.

Já o candidato a vice na chapa do prefeito, José Roberto Stopa (PV), declarou possuir R$ 424 mil em patrimônio.  Emanuel é o segundo “mais rico” entre os candidatos ao Palácio Alencastro. Apenas o novato Aécio Rodrigues (PSL) tem um patrimônio superior ao do prefeito, no valor R$ 3.248 milhões.

Já  Paulo Henrique Grando (Novo) possui R$ 571 mil, Gisela Simona (Pros) R$ 367 mil e Abílio Júnior (Pode) R$ 92.5 mil   Ainda faltam declarar, Julier Sebastião (PT), Roberto França (Patri) e Gilberto Lopes (Psol). As declarações de bens são feitas pelos próprios candidatos.

O limite de gastos para cada candidato a prefeito em Cuiabá deverá ser de R$ 10,2 milhões no primeiro turno das eleições municipais de 15 de novembro. Caso tenha 2º turno, o candidato poderá gastar mais R$ 4,1 milhões. Neste ano 377.992 eleitores estão aptos para votarem em Cuiabá. O número é bem menor do que em 2016, quando  440.339 eleitores votaram.

Fonte: Gazeta Digital

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui