Capital federal teve recorde de novos casos nesta sexta-feira (26/6) e chegou a 41.326 infectados, ante 40.866 do país europeu, que tem mais de 10 milhões de habitantes

Com um recorde de diagnósticos em 24 horas, o Distrito Federal chegou a 41.326 casos de covid-19 nesta sexta-feira (26/6) e ultrapassou Portugal em total de infectados, mesmo tendo uma população mais de 70% menor. O país europeu contabiliza 40.866 pacientes diagnosticados.
Portugal tem uma população de 10.295.909 habitantes, de acordo com o Instituto Nacional de Estatística. No DF, conforme o IBGE, são 3.015.268 moradores, o que equivale a cerca de 29,3% do país europeu. A incidência de covid-19 em território lusitano, portanto, é de 396,9 casos a cada 100 mil habitantes, enquanto na capital federal essa proporção chega a 1.194,54, segundo a Secretaria de Saúde, que considera para a conta apenas os casos de residentes no Distrito Federal.
Os números do DF são maiores mesmo com menos testes. O governo português afirma ter testado 1.102.066 pacientes. Os dados mais recentes da Secretaria de Saúde mostram que, até a última terça-feira (23/6), foram aplicados 250.126 testes, sendo 215.300 testes rápidos e 34.826 do tipo PCR.

 

Apesar da proximidade com a Espanha, uma das nações europeias mais afetadas pela pandemia, Portugal foi tido como referência no controle do novo coronavírus. Contudo, tem registrado um leve aumento no número de casos diários depois de iniciar a execução de um plano de desconfinamento. Nas últimas 24 horas, foram confirmadas 451 infecções. Em maio, este número ficou abaixo de 200 na maior parte dos dias. O pico foi em 10 de abril, com 1.516 confirmações.

O número de óbitos no país europeu, porém, é bem superior ao registrado no Distrito Federal. Enquanto Portugal contabiliza 1.555 vidas perdidas, o DF teve 485 mortes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui